Faça nosso teste de inglês e descubra seu nível de conhecimento na língua inglesa.




Gostaria de saber o segredo dos escandinavos, que faz com que eles falem inglês de forma fluente? Clique no botão abaixo e seja você também capaz de dominar este idioma!


Bem, existem várias ténicas que podem nos ajudar a compreender melhor esse asResultado de imagem para quero saber mais sobre botão


Vamos aprender sobre a língua de Shakespeare. Mas como estudantes do idioma. Queremos aprendê-la da maneira mais prática possível. A seguir, veremos 03 dicas práticas para termos um ótimo domínio deste conceito tão importante da língua inglesa.


01 – Comece pelo básico.


A primeira dica é a mais óbvia. Porém, muitos alunos de inglês acabam não dando sua devida importância. Justamente por ser a mais trivial de todas: a conjugação! Isto mesmo! Portanto, esse conceito tão claro passa batido. Quando o aprendiz precisa expressar-se utilizando a estrutura correta da língua-alvo. Acaba se confundindo, por conseguinte, não sendo capaz de usá-la de modo adequado.


Portanto, esteja atento às formas de conjugação do tempo verbal que estiver aprendendo. Seja sua forma afirmativa, interrogativa ou negativa. Sejam verbos regulares, irregulares, auxiliares. o uso do S, ES ou IES. Todos os elementos que fazem parte do idioma são muito importantes para que possa compreendê-la melhor. Assim, não vamos esquece-los quando da formação de frases, diálogos, textos etc.


02 – Saiba por que usamos este tempo verbal.


Contudo, além de um bom domínio da estrutura. É também essencial que saibamos por que devemos utilizar aquele tempo verbal.


Por exemplo, por que uso o Simple Present? Para falar de ROTINA, VERDADES UNIVERSAIS, FATOS PRESENTES E HÁBITOS. Ponto, agora sei que, quando vou descrever minha rotina, devo usar esse tempo verbal. Sem saber sua real utilidade. não seremos capazes de dominar aquele tempo verbal de forma integral.


Assim, a esta técnica damos o nome de aprendizagem intencional. Ou seja, saber a função daquilo que estou aprendendo faz com que meu aprendizado seja mais efetivo e tenha um propósito mais claro. Logo,  faça o teste de inglês.


03 – Crie exemplos variados.


Depois de dominadas a estrutura e sua função, é hora de colocar a mão na massa! Logo, agora é o momento de criar seus próprios exemplos que aprendemos.


Assim, esses exemplos, quando os criamos de forma variada, tornam seu aprendizado mais eficaz. Esta é a técnica da prática distribuída. Com ela, tendemos a aprender melhor o conteúdo estudado.


Portanto, crie frases, textos, diálogos e outras formas de exemplos para te ajudar a dominar o tempo verbal estudado. Teste de inglês.


Todavia, com essas simples técnicas. Você será capaz de dominar de forma mais efetiva a gramática da língua inglesa. Assim, e o melhor, sem precisar ficar decorando todas as regras de forma robótica e descontextualizada. Portanto, esteja ciente que o aprendizado só ocorre quando há motivação e contexto significativos para você como aprendiz.


Logo, BLCLanguages, estamos dispostos a te ajudar em seu processo de aprendizado e apresentamos um guia de estudos personalizado. Ele vai te ajudar a dominar o idioma de maneira realmente efetiva. Assim, você será capaz de dominar a gramática da língua inglesa. Contudo, clique no link abaixo e saiba mais! Teste de inglês.


Como aprender melhor com as Técnicas de estudo orgânico Buzan?


Saiba como aprender melhor com as técnicas de estudo desenvolvidas por Buzan e aprenda do modo correto!


Preparação: navegação, tempo e quantidade, anotações em cinco minutos, perguntas e objetivos.


Aplicação: visualização geral, pré-visualização, visualização interna e revisão.


Navegação: visão geral da estrutura do conteúdo que vamos estudar. Passe olho rapidamente para que possa saber brevemente sobre o assunto que vai estudar.


Tempo e quantidade: o tempo que será necessário para alcançar o novo aprendizado e em que quantidade deve-se estudar para que o novo conhecimento seja alcançado. A ideia aqui é definir metas possíveis, de modo que o aprendizado não fique comprometido.


Teste de inglês!


Anotações em cinco minutos: escreva brevemente tudo o que sabe sobre o conteúdo a ser estudado. Caso não saiba praticamente nada sobre ele, tente relacioná-lo com algum conhecimento que já possua. Por exemplo, economiarecursos, escassez, economizar, moeda etc. Esse procedimento pode ser feito por meio de um mini mapa-mental.


Perguntas e objetivos: Nesta parte, devemos fazer perguntas que deverão ser respondidas ao final do estudo. Elas não devem ser fixas. Pois, à medida que o estudo avança, outras indagações podem surgir. É importante fazer anotações de modo que as perguntas sejam respondidas, mesmo que parcialmente, como rascunho, para que, ao final, possa-se chegar à conclusão desejada.


Visualização geral: Nesta parte, devemoas ter uma visão geral do conteúdo a ser estudado, por meio de uma leitura breve e rápida. Para ajudar, o aluno pode folhear o livro, ou olhar as partes iniciais e finais dos textos a serem estudados.


Como faço para pensar em inglês?


Pré-visualização: Aqui, deve-se ler o conteúdo de modo geral também, mas realizando algumas anotações básicas, principalmente de palavras ou conceitos-chave. Foque, mais uma vez, nos começos e finais dos parágrafos. Desse modo, haverá maior familiarização com o conteúdo a ser estudado.


Visualização interna: Nesta parte do processo, o aluno deve complementar as informações com base no que estudou anteriormente, como em um quebra-cabeça. Desse modo, ele vai construindo o conhecimento de modo mais efetivo; associando as novas informações às mais antigas, com base nos passos anteriores.


Revisão: Nesta última parte, o aluno deverá preencher as áreas que ainda estão incompletas, associando-as às partes que já foram vistas até o momento. Desse modo, o quebra-cabeça estará completo.


Finalizando: Depois de terminados os passos anteriores, o aluno deve fazer um Mapa-Mental de todo o conteúdo estudado até o momento, para que, desse modo, possa tornar todas as informações claras e mais fáceis de serem relembradas.


Como faço para pensar em inglês?


Uma das grandes perguntas que meus alunos sempre me fazem é: o que posso fazer para pensar em inglês? Em primeiro lugar, devemos entender o que seria pensar em um outro idioma.


Pensar em outra língua é o mesmo que estar apto a comunicar-se nela de modo natural. A questão é como chegar neste estágio.


Muitos alunos não compreendem como esse processo funciona pelo simples fato de não terem a orientação do modo correto sobre ele. No entanto, não é algo tão complicado, uma vez que tudo passa pela aquisição da linguagem. Mas o que seria essa aquisição?


Gostaria de realizar seu teste de inglês?


Para entendermos melhor, façamos uma simples analogia. Imagine que, quando comemos, passamos por um processo digestório. Em primeiro lugar, precisamos comer, depois fazer a digestão. Agora imagine a linguagem como esse processo digestório: primeiro “recebemos” o idioma para depois sermos aptos a nos comunicarmos nele.


Entretanto, para que sejamos capazes de uma aquisição adequada, devemos estar cientes de que aprender é algo amplo, que engloba várias áreas de vida. Significa, portanto, que todo ato de comunicação é intencional. Ou seja, aprendemos em todos os momento. Todo discurso possui uma intencionalidade e precisamos estar inseridos de modo significativo nesse processo para que sejamos capazes de nos desenvolver adequadamente.


Logo, quanto mais houver interação e imersão no ambiente em que estivermos inseridos. Mais tendemos a nos desenvolver nesse ambiente. Ademais, é importante não deixarmos de lado a educação formal. Desse modo, quando tivermos boas instruções em um ambiente acadêmico em que a qualidade em que sejamos capazes de prazer aliadas a ambientes comunicacionais nos quais o aprendizado ocorre de modo significativo; mais estaremos propensos a aprender o processo de aquisição do novo idioma de maneira efetiva.


Conclusão


Com efeito, para que possamos pensar em um outro idioma, precisamos passar, em primeiro lugar, pelo processo de aquisição de linguagem. Quanto mais essa aquisição acontecer de modo significativo em ambientes reais de comunicação. Em que essa deva ser vista de maneira ampla, ocorrendo em vários contextos interativos. Assim, conseguiremos ser capazes, de modo natural, de pensar em outro idioma e, por conseguinte, nos comunicar nele efetivamente. Faça o seu teste de inglês aqui!


 

WhatsApp chat